Weby shortcut
Facebook Grafica

Entrevista a ANTÔNIO CARLOS NOVAES

• Entrevista a ANTÔNIO CARLOS NOVAES, Secretário do Conselho Editorial da Editora UFG (CEGRAF/ UFG)

PERGUNTA (P.). Por que o senhor decidiu começar a trabalhar no CEGRAF/ UFG?
RESPOSTA (R.). Pela qualidade de vida, por oferecer boas condições de trabalho.

(P.). Quais funções o senhor desempenhou ao longo da sua trajetória profissional no CEGRAF/ UFG?
(R.). Inicialmente fui impressor de Offset; depois, Diretor da Gráfica; trabalhei no Setor de Divulgação; fui Secretário do Conselho Editorial; revisor; também trabalhei na Divisão de Orçamento e, hoje, sou, de novo, o Secretário do Conselho Editorial da Editora UFG.

(P.). Como você se sente em relação à sua nova função? Como foi nos outros períodos em que já foi Secretário do Conselho Editorial da Editora UFG?
(R.). Estou muito feliz, pois gosto de falar com as pessoas; sou formado em Letras e gosto de literatura e, aqui, tenho contato direto com os autores. A função de Secretário do Conselho Editorial da Editora UFG é exatamente a área em que eu gosto de trabalhar. Foi muito bom o período que estive no cargo e, agora que voltei, quero fazer o meu melhor.

(P.). Qual a importância do Conselho Editorial no CEGRAF/ UFG? Como funciona?
(R.). O Conselho Editorial é a porta de entrada de qualquer publicação da Editora UFG. É no Conselho Editorial que se analisa a possibilidade de publicação. O Conselho Editorial possui sendo duas vagas de conselheiro para cada área específica; além disso, há, agora, os conselheiros das Regionais. Há uma reunião por mês, na qual, são apresentadas as obras a serem submetidas a pareceres e, posteriormente, o Conselho Editorial analisa o parecer; depois, toma-se a decisão de publicar ou não a obra.

(P.). Quais são as suas melhores e piores lembranças deste órgão suplementar?
(R.). A pior lembrança foi à saída do cargo de Secretário do Conselho Editorial. A melhor é à volta ao cargo.

foto_antonio_carlos

Listar Todas Voltar